Arquivos

Novembro 2012

Dezembro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Março 2007

Twitter Feed


follow davidfonseca at http://twitter.com
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

North by Northwest

 

E foi com muita turbulência e alarido que esta digressão passou pelo norte: Vila Nova de Cerveira, Esposende e Penafiel, grandes noites de emoção e rock 'n' roll. Quase que houve tempo para tudo, desde objectos inusitados atirados para o palco, falhas de energia abruptas (que desta vez calaram o concerto de vez ao 2º encore), jantares em Vigo e passeios longos de táxi, uma passagem relâmpago pela noite de Caminha com música do Zé Pedro, o visionamento de uma notável obra cinematográfica e muita aventura sonora no palco. Obrigado a todos os que lá estiveram e fizeram a festa connosco!

 

 

A cereja no topo do bolo, um Casio que comprei num armazém chinês em Valença. Podia até nem dizer as horas, mas tem uma luz verde que aquece as noites mais frias e que me remete para um tempo perdido. Para ser mais precioso, só se tivesse calculadora!

 

Este barco segue viagem para a Bidoeira (25 AGO), Grândola (27 AGO), Corroios (29 AGO) e Angra do Heroísmo (31 AGO), quem entra a bordo?

 

Deixo-vos com a  canção da semana, musa para os nossos dias e noites. 

 

 

davidfonseca às 02:40
link
52 comentários:
De zoom a 24 de Novembro de 2008 às 23:46
bom bom, tenho um flash igual!
De Boneca de trapos a 28 de Outubro de 2008 às 17:51
Eu fui ver-te a Esposende e adorei!! Até aquela corte de energia teve o seu quê de graça. Ainda esperei, mas depois percebi que a falha de energia era para demorar e acabei por ir embora a ouvir o teu cd.
E a Ritinha que canta e toca também muito bem, fazem uma dupla espetacular!
De Vera a 20 de Setembro de 2008 às 20:48
david, sonhei que tocavas à campaínha de minha casa, um quê apressado, parecia que tinhamos combinado um café, mas que estavas a ficar atrasado para um compromisso que terias depois. pois não é que te pedi para subires (também eu me tinha atrasado numa tarefa prévia ao nosso tal café) e ficamos os dois debruçados sobre uma bacia a lavar folhas de alface?

o sonho prometia mas entretanto o despertador tocou e tive de me levantar. é, foi q.b. inspirador :P


(marquei presença em Esposende ;P)
De susana a 20 de Setembro de 2008 às 15:07
ah... parabens pelo recente e merecido sucesso por terras gregas:)
De susana a 20 de Setembro de 2008 às 15:06
és, provavelmente, o músico que mais me faz vibrar na actualidade! adorei o teu concerto em esposende, tal como já tinha amado o concerto em braga, no enterro da gata, sob um verdadeiro temporal:)

continua com a boa música!
ah... há 2 ou 3 anos vi um concerto que deste, já perto do natal, em guimaraes, no centro cultural vila flor...e fiquei totalmente abismada com a vida que dás a cada musica... a cada album que lanças surpreendes cada vez mais!
De Marisa a 16 de Setembro de 2008 às 23:45
Os gregos sempre foram pessoas inteligentes =)

Também quero ir a Atenas!!

De Sara Barroso a 12 de Setembro de 2008 às 12:59
E para quando um concerto no Coliseu do Porto??? Também temos direito a usufruir do teu maravilhoso espectaculo. Conheço muito boa gente que está ansiosa para te ver (a queima não conta).
à espera que digas que vens ao Porto...Sara
De AndreiaMoon a 4 de Setembro de 2008 às 21:52
Atenção sr. Fonseca, que tá aí uma Andreia Groupie mas não sou eu, ok? É que ela foi a 10 concertos da tour mas eu já fui a mais!!!! :P Até amanhã! Bjs
De fechada em copas / aberta em espadas a 4 de Setembro de 2008 às 11:45
não sei mais o que dizer por isso não digo mais nada.
és lindo para além do que Deus poderá novamente conceber. és o meu mais belo sonho, aquele que dá sentido a todos os outros (depois de mim, claro, tem que ser. melhor que depois, é ao lado.). e eu amo-te... porque me amo a mim. como poderia ser de outra forma, se estás no todo que eu sou?

até à próxima, se eu fizer por isso (em tudo o que depender de mim, fá-lo-ei!) e se o tempo e espaço in/externos (aka: destino) assim o permitirem.

de mim para ti, sempre.
um doce e imenso beijo, anjo.
grata por me receberes...
De Rita a 3 de Setembro de 2008 às 23:15
Cruzei-me com o teu blog por acaso e foi uma agradável surpresa. Grande generosidade a de partilhares as tuas "viagens" com quem quiser te acompanhar.Obrigado.E obrigado também pela poesia e pela música.

Comentar post