Arquivos

Novembro 2012

Dezembro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Março 2007

Twitter Feed


follow davidfonseca at http://twitter.com
Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

O Prémio.

(photo:Matt Cardy/Getty Images)

 

Não é difícil perceber que grande parte do mundo está regulado por um certo desejo de ascensão, seja ela social, profissional ou pessoal. Hoje, mais do que nunca, os olhos estão sempre no prémio, chorudo e reluzente, cheio de promessas de felicidade e gratificação instantânea. Sofre-se enquanto se olha para ele, equaciona-se o tempo e quanto faltará para o abraçar. O prémio, maior do que tudo e sobre as cabeças de todos, acaba por determinar os passos de quem o segue. O caminho até ele é quase sempre ignorado, a luz que o graal dourado emite é tal que cega quem o fixa em demasia.

 

Do outro lado do pano, existe o Cooper's Hill Cheese-Rolling: uma vez por ano (numa tradição inglesa com mais de 200 anos) homens e mulheres correm por uma colina com uma inclinação vertiginosa, sofrem todo o tipo de escoriações, partem braços e pernas, atiram literalmente os seus corpos numa tentativa de ganhar a corrida até ao final do terreno. O prémio? Um queijo redondo que, com eles, desceu pela colina abaixo.

 

Já disse muitas vezes que o conceito de inspiração é muito vago para mim, mas se tivesse de eleger um momento inspirador, este seria um de certeza.

 

Mais aqui.

davidfonseca às 23:12
link
27 comentários:
De Vitor Monteiro a 22 de Julho de 2009 às 13:34
É realmente muito verdade que a nossa sociedade busca, de forma horrível e sem escrúpulos, o ansiado queijo... este é, no meu entender, um dos vírus que cada vez mais os ditos "poderosos" nos tentam induzir... há crise de valores e de ideais..por isso que sejamos LIVRES de escolher o nosso caminho sem ter que nos atirar por uma ribanceira... Abraços Vitor
De susana a 17 de Junho de 2009 às 10:00
antes de mais, Parabéns (atrasados, mas sentidos)
quanto ao queijo, os The Maccabees também se deixaram seduzir. olha lá: http://www.youtube.com/watch?v=ffIaVzavIxE
De Ana a 16 de Junho de 2009 às 17:57
Aqui está a prova do quanto é relativo a noção de prazer e de diversão...
Em tempos imagino que a corrida fosse para acalmar o estômago,
hoje deve ser para acalmar qualquer pensamento louco que ande a flutuar naquelas cabecinhas,
não consigo compreender mas às tradições todas as loucuras são desculpadas...
De Rosa a 15 de Junho de 2009 às 19:44
Ok, estou atrasada, mas só queria deixar os parabéns!! Beijinho, David
De knownas a 15 de Junho de 2009 às 17:06
É interessante e é sinal de boa disposição, mesmo que se partam as duas pernas, ou os dois braços. É uma boa tradição; é saudável.
De P. Sousa a 15 de Junho de 2009 às 16:46
Tradição engraçada
De Lu adormecida a 14 de Junho de 2009 às 15:40
Olá David!
Vim deixar Parabéns! E viva os "Gémeos"... os seres mais estranhos k existem...

Tenho-te no Twitter e no Hi5 (mas no Hi5 suponho k não sejas tu, embora tenha sido lá k vi a data do teu aniversário).

Gosto mto de ti.

Luadormecida.
De Gata Verde a 14 de Junho de 2009 às 14:47
Nunca deixes de ser esse puto grande...PARABÉNS!!!

;) beijocas
De Pedro Miguel a 14 de Junho de 2009 às 12:36
Parabéns Senhor Fonseca!
eheh
Muitos anos de vida e... de boa música!

Estás a ficar cota!
De Nuno F. (Açores) a 13 de Junho de 2009 às 21:47
Eu por acaso vi umas imagens na TV acerca dessa "loucura", mas não vi imagens tão bonitas como as que foi possível ver agora em fotografia! :D

Grandes imagens... e grandes malucos.

Eu sou doido, mas ao ponto de me atirar monte abaixo, acho que não era capaz. lol

Abraço,

Nuno F.

Comentar post