Arquivos

Novembro 2012

Dezembro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Março 2007

Twitter Feed


follow davidfonseca at http://twitter.com
Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

Nothing Sounds As Good As "I Remember That" - VIII




De todos os vídeos que já fiz, o vídeo para a versão de Elton John, "Rocket Man", foi o mais arriscado de todos. Por mais estranho que pareça, foi também o mais rápido a idealizar e produzir, demorando apenas uma semana entre a ideia e o produto final. Soube desde o início que seria um vídeo pouco consensual, talvez porque se distanciava do universo do videoclip para se aproximar da ideia da performance sem grande aparato técnico. Aquilo que pretendi foi construir uma série de cenários/quadros que se fossem destruindo (ou construindo) à medida que a canção avançava, uma transformação drástica num único plano voyeur. Acabei por ser o protagonista desta transformação e, acima de tudo, mais do que o playback exacto ou uma montagem MTViana, interessava-me a dificuldade desse protagonista, o que lhe acontece e como reage a isso. Não fizémos um segundo take porque queria que a minha cara retivesse o elemento surpresa de cada sensação que ocorreu naqueles minutos, um misto de emoções por baixo de todas aquelas cores e consistências.



Lembro-me do silêncio no final da gravação, uma certa estupefacção por termos prosseguido com uma ideia tão deliciosamente absurda mas que, no dia 8 de Novembro de 2007, se tornou definitivamente uma realidade.

davidfonseca às 02:18
link
24 comentários:
De sónia bártolo a 13 de Janeiro de 2008 às 21:15
"Ideia absurda", fabulosa o que lhe queiram chamar. Sei de opiniões tão diversas que me fizeram uma certa irritação, no início, para depois perceber que, por essa mesma variedade, este videoclip era absolutamente fantástico e poderoso. E lá estou eu a atribuir adjectivos... Gosto muito! Talvez aquele que eu mais gosto de todos os teus. O que mais me impressionou e proporcionou interpretações em catadupa. E as emoções que transparecem, têm, para mim, o elemento dor sempre presente.
bj
Sónia
De Sara a 5 de Janeiro de 2008 às 03:25
Já agora, que substância vermelha é aquela com que levaste em cima?
Não foi difícil tirar aquilo do corpo depois? Nem te fez tipo alergia nos olhos ou assim?
De Ana Simões a 5 de Janeiro de 2008 às 00:33
O videoclip ficou delicioso. É insólito, conseguiu surpreender (ninguém estava à espera de te ver levar com umas baldadas de fluidos pela cabeça abaixo...) Prende a atenção do início até ao fim, não só por estar invertido, mas também devido ao espectáculo proporcionado pelo movimento lânguido das substâncias viscosas e coloridas.
Pelas imagens, em alguns momentos, o que devias estar mesmo a sentir era uma grande vontade de ter uma toalhinha ao pé, ou à mão, que por sinal ficou muito bem na fotografia.
De Ana P. a 4 de Janeiro de 2008 às 21:52
Quando vi pela primeira vez o video confesso q fiquei um bocado chocada... nao estava à espera de nada em particular, mas sabia q me ias espantar mais uma vez! e n me enganei! Mas gostei... alias gostei muito, adoro a mistura de cores, a ideia.. :) so podia vir da tua cabeça! Deve é ter sido um video um pouco pegajoso de fazer :P Continua assim a surpreender! Adoro a polaroid da mao :D
Beijinhos *
De atravessãaSérgio Santos a 4 de Janeiro de 2008 às 19:25
Quando vi o clip, estava no local de trabalho. O televisor estava sem som, junto com tantos outros, igualmente mudos. Atravessei a sala para tentar perceber de quem seria a ideia daquele festival de cor. Lembro-me de pensar, enquanto me aproximava: "é David Bowie ou George Michael".
Afinal o david era outro. Ficou impecável! Ainda hoje me questiono como é que foi feita a coordenação dos lábios. Tenho umas suspeitas, mas gostava de descobrir.
Abraço e parabéns pelo trabalho, não só musical, como também tudo o resto que nos mostras.
De Pedro a 5 de Janeiro de 2008 às 00:51
A técnica não é segredo para ninguém, e todos os vídeos cantados com imagem a passar em reverse o fazem: a música é tocada ao contrário durante a gravação das imagens. em vez de "Rocket Man" o intérprete tem que dizer "nam tekcor" de maneira a que quando o vídeo seja passado ao contrário a mímica da boca se adeque ao som. É muito complicado e carece de muito ensaio e nunca se fazem close-ups de grande duração do artista a cantar, como aqui aconteceu, dado que é difícil manter a coordenação. Espero não ter quebrado a mística dessa dúvida...
De Anália a 4 de Janeiro de 2008 às 11:22
Que bom que deve ter sabido o banho.... ;)

O video é ousado, e por isso, gostei dele.

A última foto é espetacular.
De andie a 4 de Janeiro de 2008 às 00:29
Vi-o no outro dia à noite. Excelente! Parabéns!
De _loot_ a 4 de Janeiro de 2008 às 00:03
Acho que se me tivessem descrito o videoclip não me iria atrair, mas a verdade é que quando o vi gostei. Gosto das cores, das expressões e claro da música (uma excelente escolha já agora).
A verdade é que esta ideia, absurda ou não, funcionou, pelo menos para mim.

É a primeira vez que venho a este blog, aproveito para te dar os Parabéns pelo último álbum, finalmente já o tenho e adorei-o é muito bom.

Cumprimentos
De Rute a 3 de Janeiro de 2008 às 22:44
Fiquei surpreendida a primeira vez que vi este video. Esperei sempre por uma qualquer revelação no final, mas estava longe de imaginar um final tão surpreendente! Até os meus alunos comentaram durante uma aula!A tua versão é fabulosa, prefiro a tua versão ao original, tem mais ritmo, mais calor! Parabéns!
De Filipa Branco a 3 de Janeiro de 2008 às 22:26
ola david! Como já havia dito, adoro este video, aliás quanto mais o vejo, mais gosto lol. Acho sinceramente que este video é um dos mais arrojados, até à data feito.
Há uma pequena atenção especial para ti, no meu blog.
Se tiveres tempo, paciência e vontade, passa lá ;)
bjinhus

Comentar post